Arquivo da categoria Gerais

Poradmincclav

Quinta Urbana Pedagógica de Linda-a-Velha

Como parceiros, partilhamos este projeto:

https://plantacaodepomarlav.wordpress.com/

Poradmincclav

Agora no Pavilhão Habijamor

A partir de setembro iniciamos atividade no pavilhão Habijamor ao abrigo de um protocolo de colaboração com esta cooperativa.
Após 6 anos de trabalho, estudo e testar novas metodologias, estamos em condições de avançar com um projeto renovado.

Bem hajam!

Poradmincclav

Prove – Promover e Vender

PROVE – Promover e Vender é uma metodologia que pretende contribuir para o escoamento de produtos locais, fomentando as relações de proximidade entre quem produz e quem consome, estabelecendo circuitos curtos de comercialização entre pequenos produtores agrícolas e consumidores, com recurso às TIC.

A metodologia foi concebida, desenvolvida e inicialmente disseminada com o apoio da Iniciativa Comunitária (IC) Equal. Ao longo de 5 anos, a IC Equal permitiu criar uma abordagem metodológica inovadora, que potencia a economia de proximidade mais solidária e equilibrada, que estimula o empreendedorismo em meio rural e a autonomia dos produtores agrícolas.

O processo de comercialização teve início em 2006, nos concelhos de Palmela e Sesimbra, tendo sido posteriormente disseminado, com enorme sucesso, de Norte a Sul de Portugal através de Grupos de Acção Local, produtores e consumidores, mas também de autarquias, organizações de agricultores e diversos parceiros locais.

Neste momento, o PROVE desenvolve-se no âmbito da cooperação interterritorial do Subprograma 3 do PRODER- Programa de Desenvolvimento Rural do Continente e conta com a participação de 16 Grupos de Acção Local, tendo o apoio da Federação Minha Terra – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local.

Os cabazes PROVE são preparados para o consumidor urbano, especificamente famílias, que fazem uma refeição por dia em casa. São compostos exclusivamente por produtos da época, produzidos localmente.

É imprescindível que todos os produtos que fazem parte do cabaz sejam produzidos com técnicas amigas do ambiente, respeitando as boas práticas agrícolas.

O consumidor terá a possibilidade de experimentar um conjunto de produtos variados, através da aquisição de cabazes de frutas e legumes seleccionados e de elevada qualidade.

Constituição do cabaz
Os produtos que constituem cada cabaz serão negociados com cada consumidor, para isso, basta aceder à lista de produtos disponíveis que se encontra no site, e assinalar aqueles que nunca pretende vir a receber, enviando de seguida por e-mail ou entregar directamente nos locais de entrega dos produtos.

Os produtores comprometem-se a compor cabazes diferenciados que o vão surpreender.

Preço e Quantidade
O preço e a quantidade do cabaz depende do território seleccionado, aconselhamo-lo a consultar o item encomendas.

Encomendas
As encomendas devem ser efectuadas até ao dia útil anterior ao dia da entrega, de modo a que os produtores PROVE possam organizar os cabazes.

Locais de recolha dos cabazes
O consumidor deverá escolher o local de entrega do cabaz que melhor satisfaça as suas necessidades, para tal basta aceder à lista de núcleos da sua região e seleccionar o local pretendido.

FAÇA-NOS UMA VISITA.

Serviço personalizado
Durante a entrega dos cabazes o consumidor terá ao seu dispor um conjunto de produtores que podem fornecer informações sobre…

… práticas agrícolas utilizadas nas suas culturas.
… receitas e tradições locais.
… conhecer os produtos da época e os seus ciclos de produção.
Talvez fique com curiosidade de fazer uma visita com a sua família, às explorações onde são produzidos os produtos que consome.

Condições gerais para aderir ao sistema de entrega do cabaz

  1. O pagamento é efectuado no acto de entrega do cabaz;
  2. Na impossibilidade de ir buscar o cabaz, avisar para os contactos da sua região (ver itemcontactos do site);
  3. Para suspender a entrega basta comunicar com antecedência, na sua área de consumidor ou contactando directamente o núcleo de produtores;
  4. O não levantamento do cabaz sem aviso prévio (até ao dia útil anterior) implica o seu pagamento por parte do Consumidor, uma vez que os produtos não podem ser reutilizados e o Grupo de Produtores não deve ser penalizado.

Queremos que PROVE porque é preciso…

… aproximar produtores e consumidores.
… renovar as relações de compromisso, solidariedade e ética entre quem produz e quem consome.
… incentivar os pequenos produtores a utilizar técnicas amigas do ambiente.
… apostar em novas formas de comercialização, ajudando os pequenos produtores a escoar os seus produtos.
… melhorar a qualidade dos produtos.
… promover o desenvolvimento dos territórios rurais.

EU PROVO …
TU PROVAS …
NÓS APROVAMOS …

Clique AQUI para começar a PROVAR

Poradmincclav

2 anos de Prove

Faz no próximo dia 19 de Fevereiro dois anos, que o Centro Comunitário abriu as portas ao PROVE, projeto que nos traz produtos horticulas de grande qualidade e diretamente do produtor, estabelecendo uma relação de confiança entre quem consome e quem produz o alimento.

Este ano vamos assinalar essa data no dia 17 de Fevereiro. Se já é cliente PROVE, apareça. Ainda não é? Pode ser uma boa oportunidade para conhecer o projeto que está todas as terças-feiras no CCLAV entre as 17h e as 20h a fazer as entregas dos seus cabazes.

Poradmincclav

Ajudada 626

Pelo terceiro ano consecutivo, o Centro Comunitário beneficia da ajuda dos seus vizinhos escuteiros, o 626 Linda-a-Velha, que todos os anos pela altura do seu aniversário, organizam uma série de atividades de apoio à comunidade. Desta vez, limparam, pintaram e arrumaram um espaço que funciona com aulas de guitarra, biblioteca, entre outras atividades. Como sempre, ficamos agradecidos com estas ajudadas que em muito nos beneficiam.

Poradmincclav

Belivro

Disponível no Centro Comunitário desde o passado dia 2 de Dezembro,  o Belivro é o 1º livro em Portugal e no mundo… sem utilização de dinheiro.

Aqui continua a não querer utilizar dinheiro mas está disponível para ser trocado. A criatividade de Andresa Salgueiro mostra que é possivel.

Mais informações em http://belivro.weebly.com/

Poradmincclav

Mercado Social e Cultural de Linda-a-Velha

A necessidade de um espaço capaz de acolher dinâmicas culturais e artísticas numa vertente de custos controlados, assim como apoiar o projeto Linda-a-Velha Solidária quer na sua vertente de apoio directo através da distribuição de alimentos e loja Solidária, quer nas dinâmicas seniores desenvolvidas nesta localidade.

A recuperação de um espaço privilegiado como o Mercado de Linda-a-Velha, que pela sua arquitectura possibilita a convivência de vários espaços com diversas funcionalidades dos quais se destaca um estúdio (para praticas de dança, ginástica e musica), um café concerto (para acolher novos projetos particulares ou de instituições), um armazém para apoio ao projeto Linda-a-Velha Solidária onde se enquadrará a nova Loja solidária, espaço destinado para a dinâmica sénior, e vários espaços preparados para receber terapeutas, artesãos e acolher eventos.

Espaço que ficará gerido pela União de Freguesias local que encontrará com as instituições locais o modelo mais adequado para manter este espaço sempre dinâmico.

O Centro Comunitário será um parceiro na gestão deste espaço contemplado numa proposta do Orçamento Participativo da CM Oeiras de 2014.

Recapacitar um espaço público para que este possa ser uma mais valia para a comunidade é algo que não pode ser feito sozinho.

error: Conteúdo protegido !!